STARTUPS e COMPLIANCE

STARTUPS e COMPLIANCE – parte 2

Compliance é mito? Em startups e pequenas um sonho?

Compliance em startups (e mesmo em pequenas empresas) é um mito? Creio que não. Estes termos podem parecer distantes da realidade dessas empresas, burocráticos, fazem com que a startup deixe de desenvolver o produto e se preocupe em se organizar, etc., no entanto, na prática podem ser feitos de forma simplificada, levando a um crescimento organizado.

Deve-se considerar ainda que a sua aplicação também é muito eficiente na redução de passivos judiciais e extrajudiciais, o que, consequentemente, diminui custos, melhora a imagem e gera valor à empresa no mercado, atendendo as necessidades do investidor e futuro acionista. Considere ainda como benefícios de sua adoção: maior organização, diminuição de conflitos internos, atração de investimentos, identificação de riscos e antecipação de problemas (de modo geral), correção de não conformidade, limitação de responsabilidade dos sócios, evita a ocorrência de fraudes e de irregularidades, maiores chances de contratação, redução de penalidades e eficiência econômica. Falando claramente, a sua empresa passa a ter um diferencial e vai atrair funcionários, candidatos, clientes, fornecedores e parceiros que adotam a mesma postura. Empresas que reconhecidamente abraçam a integridade em seus negócios irão procurar parceiros semelhantes.

Como as grandes empresas tem o receio de serem responsabilizadas por práticas ilegais executadas por seus parceiros, isto faz com que se preocupem cada vez mais com as empresas locais com as quais fazem negócios e prefiram contratar parceiros que adotem políticas de compliance. Assim, uma empresa correta e que possua políticas efetivas de compliance terá mais chances de ser escolhida. Isso é um importante diferencial! Portanto, se você adota essa postura íntegra, com certeza você estará à frente de outras empresas que não dão importância a isso.

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem, desde 2014, informado às empresas exportadoras que a concessão de crédito estará condicionada à adoção de políticas de compliance.

Os pontos que serão apresentados nos próximos post devem ser considerados como “boas práticas” e não englobam todas as situações. Caso tenha interesse em aplicar governança e compliance em sua empresa, entre em contato. Um programa de governança ou de compliance deve ser feito de forma exclusiva para o seu negócio e para atender suas necessidades.

Para receber o documento completo com mais informações entre em contato no e-mail.

victor.machado@victormachadoadv.com

www.victormachadoadv.com


3 visualizações

BEFORCE

BESPECIALIST

BECLIENT

BECONTACTED

Desenvolvido por BEFORCE - inteligência, treinamentos e estratégias digitais | Todos os direitos reservados