COMO A FALTA DE COMPLIANCE AFETA A SUA VIDA?

Uma empresa que pratica compliance segue, aplica e pratica as leis, regulamentos e normas; sejam elas internas ou externas. Mas compliance é muito mais que isto: busca a melhoria dos processos da empresa que, precisam ser incluídos e mapeados, tanto os processos em si quanto principalmente a sua gestão. A melhoria dos processos exige forte acompanhamento e atenção, evitando problemas decorrentes de riscos operacionais não previstos ou não controlados.


Podemos, para uma análise mais simplista, dizer que o COMPLIANCE é a ÉTICA da empresa. Logo, uma empresa sem compliance é uma empresa não ética. É importante lembrar que não existe corrupção sem pessoas. De um lado corruptores e do outro corruptos. Empresas não fazem negócio entre si. Quem faz negócio são as pessoas representando as empresas.


Todas as semanas desde 17 de março de 2014 temos vistos novas fases da OPERAÇÃO LAVA JATO para não falar de outras mais recentes como a OPERAÇÃO PRATO FEITO, de 09 de maio de 2018. Essas operações e fases exibem a face mais suja da falta de compliance ou ética que é a corrupção com o consequente desvio de recursos da União (nosso dinheiro) para grupos criminosos.


A prática da corrupção prejudica a maioria da população, principalmente os mais pobres, pois desvia recursos que poderiam ou deveriam ser aplicados em saúde, educação, segurança pública, melhoria dos transportes coletivos, habitação popular etc. Além disso, a corrupção aumenta os custos das empresas, que embutem esses valores nos preços cobrados de suas mercadorias e serviços, fazendo com que recaia essa diferença sobre a população em geral.


Dessa forma, a falta de compliance, externada pela corrupção atrapalha ou até mesmo, dependendo do seu volume, inviabiliza o desenvolvimento econômico e social de uma nação.


Não imagine que a corrupção fica apenas entre empresas privadas (aquelas que, de modo geral, não são do Estado, pertencem a uma pessoa física) e as empresas públicas (como por exemplo - Correios, Caixa Econômica, Embrapa e outras), de economia mista (como por exemplo - Petrobras, Banco do Brasil, Eletrobras e outras) e administrações públicas (Federal, Estadual e Municipal).


A ação da Polícia Federal, Ministério Público, Controladorias Gerais (Municipal, Estadual e Federal) aparece e é notícia sempre que houver uma empresa pública, de economia mista ou administração envolvida. Exemplo Petrobras com OAS, Odebrecht e outras construtoras na OPERAÇÃO LAVA JATO ou na OPERAÇÃO PRATO FEITO entre prefeituras de algumas cidades com desvio de verbas de merenda, uniforme e material didático das escolas envolvidas com empresas ainda não divulgadas para a mídia (em 10 de maio de 2018).


Para não passar em branco, denúncias de corrupção, conluio (cumplicidade para prejudicar terceiros), cartel (fixação de preços, eliminação de concorrência) entre empresas privadas é tratada pela Polícia Civil ou pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).


A falta de ética também causa problemas para os funcionários, clientes e fornecedores dessas empresas envolvidas nos escândalos de corrupção. Em dezembro de 2016 em reportagem da revista VEJA (https://veja.abril.com.br/economia/odebrecht-demite-mais-de-100-000-funcionarios-em-tres-anos/) verificamos que mais de cem mil pessoas perderam seus empregos ou decidiram sair por vontade própria da empresa Odebrecht. O mesmo podemos considerar das demais empresas envolvidas na OPERAÇÃO LAVA JATO.


Se um grande cliente tem problemas, com toda a certeza seus fornecedores e seus clientes acabam sofrendo as consequências. O impacto ainda vai refletir nos pequenos negócios dos bairros onde estes ex-funcionários moram ou trabalham, num efeito cascata danoso para a economia.


Vimos no início o impacto decorrente do desvio junto às administrações públicas com o consequente impacto nas políticas públicas, mas, quando as empresas envolvidas reduzem seu tamanho, todos somos envolvidos. Mais desemprego, mais crise, impactando também na criminalidade.


Ainda parece muito longe da sua realidade? Podemos lembrar de escolas e outros prédios públicos não acabados, pontes que ligam nada a lugar nenhum, ruas esburacadas ou com recapeamento que desaparece na primeira chuva, remédios em falta. Lembrou de algum caso?


Nos próximos posts vamos abordar assuntos ligados ao impacto da falta de Compliance na nossa vida. Acompanhe. Critique, divulgue



OPERAÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL E A FALTA DE COMPLIANCE

POR QUE A FALTA DE COMPLIANCE AUMENTA O PREÇO DOS PRODUTOS?

COMO DENUNCIAR A FALTA DE COMPLIANCE OU DE ÉTICA NAS EMPRESAS?

Para mais informações entre em contato no e-mail.

https://www.victormachadoadv.com/blog

4 visualizações

BEFORCE

BESPECIALIST

BECLIENT

BECONTACTED

Desenvolvido por BEFORCE - inteligência, treinamentos e estratégias digitais | Todos os direitos reservados